Contratar um empréstimo é uma ótima opção para quem quer reformar a casa, começar um negócio ou quitar as dívidas. Mas você sabe quais taxas incidem sobre esse tipo de operação? Além dos juros que todo mundo já conhece, existe o IOF, Imposto Sobre Operações Financeiras

Esse tributo é cobrado em todo país e incide sobre diversas movimentações de dinheiro. Ao comprar dólares, fazer saques com o cartão de crédito e compras internacionais, realizar investimentos e também ao usar qualquer linha de fomento, por exemplo, é cobrado esse tributo.   

Como ser transparente faz parte do que a Libra Crédito acredita, preparamos esse conteúdo para você saber o que é IOF e como ele influencia no seu empréstimo. Descubra a seguir por que essa taxa faz parte da operação. 

O que é IOF?

IOF é a sigla usada para definir o Imposto sobre Operações Financeiras.  O tributo federal tem o intuito de ser um regulador da economia nacional. Ele é pago tanto por pessoas físicas quanto por jurídicas quando envolver operações de câmbio, seguros, títulos imobiliários e crédito

O governo usa o IOF para acompanhar a economia do país. Com o imposto, o estado tem um indicador de controle de economia, já que o aumento da arrecadação significa que a demanda de crédito cresceu. 

Além disso, uma porcentagem do que é arrecadado com o imposto é usado para custear o Banco Central e a outra parte vai para o fundo monetário, uma espécie de poupança do país. 

A Libra Crédito tira todas as suas dúvidas antes de você contratar um empréstimo. Conheça nossa modalidade de crédito com imóvel em garantia. Oferecemos juros mais baixos e prazos mais longos. Saiba como podemos te ajudar! 

Quem não paga o imposto? 

Empresas mantidas pelo poder público, igrejas, partidos políticos, entidades de educação e assistência social e sindicatos trabalhadores não pagam IOF. 

Qual o valor do IOF? 

O valor do IOF varia dependendo do tipo de operação e do valor da transação. Em algumas ações, até o prazo influência na quantia do tributo. Confira as variações:

  • Compras internacionais com cartões (internet ou presencial): 6,38%
  • Rotativo do cartão de crédito: 0,38% + 0,0082% por dia
  • Cheque especial: 0,38%, mais 0,0082% por dia 
  • Empréstimos e financiamentos: 0,38% + 0,0082% ao dia.  

Mas, afinal, como calcular o IOF sobre empréstimo? 

O valor do IOF é 0,38% sobre a quantia total do empréstimo, e mais 0,0082%, sobre o número de dias até o pagamento. Sendo assim, ao tomar uma linha de crédito de 10 mil reais com um prazo de pagamento de dois anos, é preciso multiplicar essa quantia por 38%, e somar esse valor a 0,0082% vezes 730 dias.

Veja o exemplo:

10 mil x 0,38% + 10 mil x (0,0082% x 730) = 38  + 10 mil x 5,986% = 38 + 598,6 = R$ 634.

Você estará pagando R$ 38,00 por tomar o empréstimo mais R$ 598,60 da porcentagem descontada por dia contratado. 

A cobrança de IOF costuma vir inserida nas parcelas e é firmado no contrato do empréstimo. A partir do valor dos tributos, é simples calcular o IOF sobre empréstimo.

O problema central do IOF não está no valor pago por ele, afinal, é um imposto obrigatório e faz parte da operação, mas muita gente acaba nem sabendo que esse tributo está inserido dentro das parcelas de créditos ou de outras operações. 

Agora que você já sabe quais impostos fazem parte da operação de empréstimo por que não aproveita para contratar uma linha de crédito com juros mais baixos e prazos mais longos? 

A Libra Crédito é uma fintech do Grupo Construtora Stéfani com mais de 35 anos de tradição, transparência e confiança no mercado imobiliário. Saiba como tomar seu empréstimo sem sair de casa aqui.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *