Fintech e banco tradicional são instituições que oferecem serviços financeiros essenciais no dia a dia para empresas e pessoas. Embora ambas organizações apresentem um papel fundamental para a economia e o desenvolvimento do país, elas possuem algumas características que as diferenciam. 

Atrelando mercado financeiro e tecnologia, as fintechs chegaram ao Brasil em 2013 trazendo inovação e facilidade operacional aos usuários. Apesar de serem instituições relativamente novas no país, elas se consolidaram no setor por apresentarem diferenciais competitivos em comparação a outras instituições mais antigas da área. 

Já os bancos tradicionais estão presentes no mercado há bem mais tempo e representam grande parte da concentração dos ativos do setor bancário comercial. Como já estavam fidelizados e com uma base elevada de clientes, não sentiam a necessidade de fazer grandes mudanças na área. 

No entanto, um fator curioso é que, nos últimos anos, os bancos tradicionais começaram a se adaptar às mudanças trazidas pela tecnologia. E, hoje, já podemos ver algumas tendências oriundas do modelo de negócio das fintechs sendo usadas por ambas organizações

Entender mais sobre o universo das finanças é muito importante para fazer melhores escolhas. Pensando nisso, a Libra Crédito preparou um conteúdo para você entender quais as principais diferenças entre fintech e banco tradicional. 

O que é fintech? 

O termo fintech é a junção das palavras em inglês, “financial” e technology” e exprime justamente a ideia da implementação de tecnologia no ambiente financeiro. Existem diversos tipos de fintechs, entre as opções temos startups de pagamento, de gestão financeira, de seguro, de crédito e negociação de dívidas e mais. 

Geralmente, essas instituições apresentam custos de operação menores e especificidade, o que possibilita, muitas vezes, oferecer diferenciais competitivos, como juros mais baixos, facilidade, personalização e inovação. 

A Libra Crédito é uma fintech que descomplica o processo de contratação de empréstimos com garantia em imóvel. Aqui você consegue crédito sem sair de casa. Saiba como aqui! 

Qual a diferença entre fintech e banco tradicional?

A principal diferença entre fintech e banco tradicional está ligada à origem e o funcionamento apresentado por cada tipo de organização. As startups financeiras foram criadas a partir de uma lacuna no mercado com o objetivo de solucionar problemas em comum de uma sociedade por meio de tecnologia e inovação. 

Já os bancos tradicionais seguiram até pouco tempo uma linha antiga, tendo em vista que, grandes bancos surgiram na época de 90 e alguns até na década de 80. Mesmo que as diferenças entre as organizações venham sendo minimizadas com o tempo,  estrutura, lucros, público e padrão de comunicação são outros pontos que divergem entre as instituições. 

As fintechs não possuem agências físicas, permitindo realizar todas transações digitalmente com um atendimento 100% online.  Embora os bancos também possuam aplicativos e usem cada vez mais tecnologia, em alguns casos, determinadas operações ainda precisam ser feitas presencialmente. 

Em relação à comunicação, as fintechs ficaram conhecidas por serem mais transparente melhorando a experiência do usuário. Porém, apesar das startups do mundo financeiro apresentarem crescimento no número de clientes, os bancos tradicionais ainda atendem um público bem mais amplo. 

O que fica evidente com tudo isso é que, em uma sociedade cada vez mais tecnológica e com um ritmo acelerado, as Fintechs vieram para ditar tendências ao setor financeiro e mudar o modelo de finanças pregado em épocas passadas. 

Quer saber como a fintech Libra Crédito pode te ajudar? Clique aqui para saber mais! 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *